Tricotando#76 – Nanette

Chega mais mig@s!

Há praticamente um ano atrás foi lançado na sua netflix mais próxima o Stand-Up Nanette, estrelando a comediante Hannah Gadsby! E apesar desse tema o “Stand-Up” continua uma peça única, capaz de fazer rir e chorar horrores!

Lembrando que reconmendamos fortemente que você assista ao Stand Up primeiro para depois escutar esse episódio

Mas Stand Up não é para rir? Dá para falar de assuntos sérios? E pq estamos chorando? Nanette é especial, e fiou o debate-papo de hoje com Junio Feital, Joana Bohner e Rafael Souza. Pega sua agulha e #vem!

Twitter: twitter.com/TricotandoCast
Instagram: https://www.instagram.com/tricotandocast
Facebook: www.facebook.com/TricotandoCast
Mande emails para: tricotandocast@gmail.com


Playlist do Tricotando

Críticas, elogios e sugestões são muito bem-vindas


2 Replies to “Tricotando#76 – Nanette”

  1. Ergo Podcast (Leandro) (@ergopod)

    O que eu gostei de Nanette, além de tudo o que vocês falaram, foi da subversão da fórmula do roteiro do standup.

    A primeira vez que eu vi algo assim foi quando vi o episódio Free Churro do Bojack Horseman (S5E6) onde o Bojack faz a elogia do velório de sua mãe. Ele faz um discurso que é feito exatamente na fórmula setup+punch pra demonstrar rancor, dor e, da forma dele, o quanto ele foi afetado por ela (que você já tinha até ali aprendido a odiar e compreender também). Absolutamente sensacional.

    Quando o episódio terminou, eu fui com a cabeça fritando pra cama, pensando que eu precisava fazer um curso de roteiro pq eu queria pegar essas nuances. Ainda estou fazendo.

    Embora pareça que eu vá dizer que a Hannah fez parecido, eu diria que ela elevou a um nível absurdo. É incomparável. Ela usou a fórmula do standup pra dar uma sensação ruim por minuto e quando a gente acha que ela vai relaxar, ela te coloca numa posição muito desconfortável! Ela consegue fazer uma montanha russa de sentimentos que é inigualável. Ela não se focou na raiva, ela se focou numa gama diferente de coisas.

    Quando vi o filme, eu não esperava muito. No final dele, eu já pensava em votar nela. Cadê a Hannah na corrida presidencial?

    Foi muito bom ouvir este episódio e relembrar do que vi ali. Parabéns pelo tricotando, tá bom demais!

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: